CPI DA PIRATARIA EM PAUTA!

E o trabalho não para! Hoje tivemos mais uma reunião de trabalhos pela CPI da Pirataria, Sonegação e Evasão Fiscal, colegiado importante para identificar as causas e consequências na cadeia econômica com o mercado de produtos falsificados em nossa cidade.

 TENTATIVA DE MANOBRA  – Importante destacar que a sessão de hoje contou com a presença do casal Law Kin Chong, que há muito tempo vem sendo requisitada pelo colegiado. O detalhe é que os dois sequer constavam na lista de oitivas aguardadas para hoje. O intuito era conseguir uma manobra jurídica (mais uma, por sinal!) para escapar de uma convocação futura, que certamente virá. No momento certo e na reunião certa, ouviremos as aguardadas explicações do casal.

Somente no ano passado, em estudo que vincula 15 setores produtivos, as perdas ultrapassam os 200 bilhões em vendas de produtos legalizados, além de outros 94 bi em termos de arrecadação de impostos nas três esferas da federação.

E mais, as consequências da pirataria alcançam outras esferas em nosso país, como a geração de empregos e a retomada da economia brasileira.

Contra o comércio ilegal e pirata, mas sempre a favor do comércio popular.

Ao longo das próximas semanas, iremos detalhar mais sobre os trabalhos deste importante colegiado de investigações.

OBJETIVOS – A CPI da Pirataria tem como objetivo analisar e investigar a evasão fiscal, a sonegação, a pirataria e a falsificação na cidade. Além de fiscalizar a comercialização de produtos piratas na capital paulista, a Comissão também está investigando empresas por suposta evasão fiscal.

Assessoria Adilson Amadeu

Deixe uma resposta