REAJUSTE APÓS SETE ANOS SEM REPOSIÇÃO INFLACIONÁRIA VALE RESSALTAR

O preço da corrida atinge novo patamar quando o táxi volta a observar um aumento da demanda, principalmente em decorrência da situação em que vive o serviço de aplicativos.

Em meio à crise econômica, há um apagão dos carros particulares e reclamação dos usuários por conta de viagens canceladas pelos motoristas.

O vereador  Adilson Amadeu (União Brasil), ligado aos taxistas, afirma que a inflação do preço do combustível reforçou a necessidade de aumentar a tarifa.

“Essa era uma demanda da categoria e de sua entidade representativa, que nós ajudamos na interlocução com o Executivo. Já faz mais de sete anos sem nenhum reajuste, nenhuma reposição inflacionária”, diz o vereador. “E claro que o cenário de aumentos consecutivos dos combustíveis tornou isso ainda mais urgente (…).

SAIBA MAIS AQUI >>> https://www1.folha.uol.com.br/…/apos-sete-anos-tarifa…

INFLAÇÃO DO PERÍODO SEM REAJUSTE (2015 – 2022)

IPCA – 53%

COMBUSTÍVEL  – Cerca de 130%

CUSTO DE MANUTENÇÃO DO VEÍCULO – 90% (Levantamento IBMEC)

Assessoria Adilson Amadeu

Deixe uma resposta