RETOMADA EM TODO O PAÍS

(…) O retorno ao serviço tradicional oferecido pelos taxistas é motivado por diversos fatores. O aumento do preço dos combustíveis é o principal. Em 2021, a gasolina subiu 46%, segundo a Agência Nacional do do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), e o etanol, 59%. O preço dos veículos, sejam novos ou usados, também disparou. É comum motoristas de aplicativo alugarem o carro que usam como ferramenta de trabalho. Com o aumento explosivo, as corridas se tornaram menos lucrativas.

Na lógica que baliza o mercado, o aumento de custos foi repassado para os passageiros. Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), o preço das corridas por app subiu 26% em 2020.

Além da disparada dos valores, o sumiço de carros também incomodou usuários. Na crise, a maior parte dos motoristas passou a selecionar apenas as viagens que realmente valiam a pena, deixando passageiros a ver navios.

Nos últimos meses, cresceram os relatos de usuários que esperaram mais de trinta minutos pelo carro, e não foram poucos os que simplesmente não encontram um único veículo disponível (…).

SAIBA MAIS AQUI >>>  https://veja.abril.com.br/comportamento/o-taxi-resiste-e-mostra-forca-para-competir-pela-preferencia-do-publico/?fbclid=IwAR3L7DAI-y-N4UIuTUZ0bflfu2RZEBNfcrGkHrO6pwOoMJgyaRRFrWohbgQ

O MARKETING NOSSO DE CADA DIA  – Enquanto empresas de aplicativos investem milhões em publicidade, com dinheiro de investidores que buscam a todo custo o monopólio do mercado, os taxistas continuam recebendo apoio das mais variadas formas nos meios de comunicação, seja ele em forma de matérias com propagandas explícitas ou de forma velada, e com depoimentos ou lembranças triviais ao serviço que fortalecem o imaginário popular.

Ainda que muitas vezes de maneira subliminar, a menção ao serviço é importante porque traz embutido em si a mensagem de justiça social e reconhecimento a uma categoria que, durante décadas, sempre prestou um importante serviço à sociedade e à mobilidade urbana das cidades.

Por isso, é importante valorizarmos essas pequenas ações e lembranças do dia-dia para reforçarmos cada vez mais essa marca mundial – TÁXI – que empresa alguma conseguirá apagar.

Taxista, profissão nobre! Sigamos resistindo! Porque afinal, não há engodo que dure para sempre! Nem dinheiro de investidor que nunca acabe!

 

Assessoria Adilson Amadeu

Deixe uma resposta