LUTA PELA PRESERVAÇÃO DE NOSSO PATRIMÔNIO HISTÓRICO

– (…) O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) decidiu, por unanimidade, abrir processo de tombamento do prédio da Escola Panamericana de Arte e Design, na Avenida Angélica, em Higienópolis, região Central da capital paulista.

O Conpresp resolveu abrir o processo de tombamento da Av. Angélica depois que outro edifício da Escola Panamericana, que ficava na Rua Groelândia 77 – projetado pelo mesmo arquiteto, foi demolido antes da avaliação do conselho (leia mais abaixo).

(…) Membro do Conpresp pela Câmara Municipal, o vereador Adilson Amadeu (DEM) afirmou que pretende fazer um dossiê para entregar ao Ministério Público pedindo investigação contra empreiteiras que agem contra imóveis de interesse histórico na cidade.

ABRE ASPAS –Esse prédio da Groelândia está no hall de prédios com arquitetura que nós jamais vamos ver de novo na cidade. O que vou fazer como conselheiro do Conpresp é preparar um dossiê, com as falas dos conselheiros na última reunião, e pedir para que o Ministério Público, a Procuradoria do Município, e buscar investigação contra aqueles que não tiveram comprometimento com o município”, disse o vereador.

Segundo o conselheiro, “a história da cidade está se perdendo por falta de funcionários nas subprefeituras” que, segundo ele, “estão falidas”.

“Não tenha dúvida que a gente suspeita de casos como esse da Groelândia. Ele não é único. São dezenas, centenas de casos na cidade iguais a esse. Fazem vistas grossas nas subprefeituras, fingem que não tem funcionários de plantão quando os vizinhos denunciam as demolições. As subprefeituras estão falidas e não tem ninguém para fiscalizar nada. Várias casas de interesse histórico no Belém estão indo pelo mesmo caminho”, declarou (…).

Saiba mais clicando aqui

assessoria

Deixe uma resposta