Renda Emergencial aprovada em segunda votação

A Câmara acaba de aprovar, com meu voto favorável e em segunda e definitiva votação, o projeto de extensão do auxílio emergencial na capital paulista por mais três meses. O valor repassado se mantém R$ 100 por pessoa por mês. Um Complemento importante que, somado a outros programas de complementação de renda, ajudará a milhões de cidadãos paulistanos.

Ao todo, o projeto, chamado Renda Básica Emergencial, é destinado a cerca de 1,3 milhão de moradores, cadastrados previamente em programas sociais da cidade ou federal, sob um custo de cerca de R$ 420 milhões.

Quem tem direito?
– Têm direito ao auxílio às famílias de São Paulo cadastradas no Bolsa Família;
– Vendedores ambulantes que tenham o TPU (Termo de Permissão de Uso), documento da Prefeitura que permite a atuação desses;
– Profissionais trabalhadores cadastrados no Tô Legal, programa municipal que regulariza a atividade de comércio ou prestação de serviços nas ruas da cidade.

assessoria

Deixe uma resposta