Aplicativos de carona solidária voltam a ser debatidos por comissão da Câmara

Comissão de Trânsito, Transporte e Atividade Econômica recebeu nesta quarta-feira (29/05) o gerente de Transporte Diferenciado da SPTrans, Milton Carlos da Silva, para prestar esclarecimentos sobre o funcionamento dos aplicativos de carona solidária, como o Blablacar.

O convite para a participação do representante da SPTrans partiu dos vereadores, durante a reunião anterior do colegiado, quando o vice-presidente da comissão, vereador Adilson Amadeu (PTB), apresentou comunicado da SPTrans, pelo qual foi suspensa a fiscalização desta modalidade de transporte na cidade de São Paulo.

Segundo Silva, e-mail de José Luiz Nakama, assessor da Secretaria de Mobilidade e Transporte de São Paulo, informou que não deveria ser aplicada nenhuma medida administrativa a esses aplicativos. “Esse assunto deve ser discutido aqui na Câmara Municipal de São Paulo, e é preciso definir o que é a carona solidária. Se continuar desse jeito, vai ser difícil aplicar qualquer medida administrativa”, disse o gerente de Transporte Diferenciado da SPTrans.

O vereador Adilson Amadeu (PTB) comentou que está coletando dados sobre essa orientação. “O Milton [Carlos da Silva] entende que a carona solidaria está prosperando. Quando não há nenhuma fiscalização, em qualquer setor que seja, nada adianta”, disse Amadeu.

O presidente da UGTESP (União Geral do Transporte Escolar de São Paulo), Anderson Malafaia, informou aos parlamentares que o transporte escolar está sendo prejudicado por aqueles que atuam com os aplicativos de carona solidaria. “Estamos sofrendo diariamente com esse transporte, que cada vez mais vem tirando a demanda do transporte regulado e levando para essa carona solidária, que é um transporte irregular que compromete a segurança das crianças”, afirmou Malafaia, que solicitou aos vereadores a revisão da legislação “Pois o transporte escolar legalizado segue uma série de regras que o clandestino não tem”, explicou.

Diante das informações colhidas na reunião, os vereadores aprovaram requerimento com convite ao assessor da Secretaria de Mobilidade e Transporte de São Paulo, José Luiz Nakama, para o próximo encontro da comissão.

Também participaram do encontro os vereadores Mario Covas Neto (PODE)Quito Formiga (PSDB)Ricardo Teixeira (DEM) e o presidente da comissão, o vereador Senival Moura (PT).

assessoria

Deixe uma resposta