Com tecnologia inovadora e descontos de até 40% aos passageiros, aplicativo SPTaxi é lançado na capital paulista

Com a nova plataforma lançada no começo do mês, ir e vir em São Paulo nunca foi tão fácil, econômico e confiável!

Já está em funcionamento desde o começo do mês o mais novo aplicativo de mobilidade urbana da capital paulista – SPTaxi. Criado para modernizar e qualificar o atendimento da população paulistana, a plataforma foi lançada em uma grande cerimônia na Prefeitura de São Paulo, que contou com a participação do prefeito Joao Doria, secretários Sergio Avelleda (Transportes) e Daniel Annenberg (Tecnologia), além do vereador Adilson Amadeu. Do lado de fora, milhares de taxistas aguardavam o lançamento no Vale do Anhangabaú.

Com o aplicativo, os taxistas vão poder oferecer descontos de até 40% aos passageiros. Os motoristas mais bem avaliados vão receber benefícios, como a prioridade em grandes eventos. O pagamento pode ser feito em dinheiro, cartões de crédito e débito. Por enquanto só está disponível para o sistema Android. A plataforma para sistema IOS deve ser lançada em maio.
Nessa primeira fase, o pagamento poderá ser feito em dinheiro, cartões de crédito e de débito diretamente ao motorista. Outra novidade é que a Prefeitura de São Paulo irá premiar os taxistas melhor avaliados pelos passageiros no encerramento da corrida. Uma das formas de premiar é dar prioridade em bolsões de táxi em grandes eventos, como em jogos de futebol, shows, etc. “A Prefeitura de São Paulo dá mais um passo importante para a mobilidade da cidade, oferecendo mais uma opção de modal com nova tecnologia, preços mais competitivos e reforço na segurança viária”, explica o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda.

O vereador Adilson Amadeu esteve presente ao evento e disse que o serviço vai trazer melhores condições concorrenciais para a categoria. “Boa parte dos aplicativos estava explorando a categoria dos taxistas. Não é justo tirar até 25% do faturamento do bolso do taxista. O SPTaxi não. Esse é um selo municipal, que veio para ficar e vai incentivar cada vez mais a requalificação da categoria para atender os passageiros. Esse é o aspecto central da iniciativa, a cidade ganha em mobilidade, a população em atendimento e os taxistas em qualificação profissional e faturamento”.
O SP Taxi nasceu de uma parceria entre as prefeituras de São Paulo e do Rio de Janeiro. Reclamações do serviço serão atendidas pelo canal da Prefeitura, o 156. O prefeito João Doria (PSDB) espera que 30 mil taxistas se cadastrem até o fim do mês de maio. E disse que a concorrência entre taxistas e condutores será mais igualitária. “O que nós precisávamos era criar condições competitivas e igualdade. Não tinha sentido nenhum que alguns pagassem e outros não. Que alguns tivessem regras e outros não. Agora a regra é para todos”, detalhou Doria durante a cerimônia de lançamento.

GESTÃO INTELIGENTE DO TRÂNSITO

A Prefeitura de São Paulo terá a geolocalização de todos os táxis em operação cadastrados no aplicativo. Isso gera uma série de possibilidades, como medir o trânsito e ainda contar com os próprios motoristas para informar problemas encontrados nos trajetos, como buracos, lixo ou falta de sinalização. Também será possível conhecer melhor o serviço de táxi na capital e analisar a distribuição dos carros por região da cidade, por dia da semana e horário.

A Prodam, empresa de tecnologia da informação da Prefeitura de São Paulo, responderá pela garantia de acesso rápido de taxistas e população ao aplicativo, assim como fará a tabulação dos dados repassados ao Departamento de Transportes Públicos da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (DTP). Os dados privados de cidadãos e taxistas estão assegurados por rigoroso processo de segurança da informação que já permeia todos os demais procedimentos da administração municipal.

O gerenciamento do aplicativo permitirá auferir uma grande gama de informações, como o volume de taxistas cadastrados e disponíveis em cada região da cidade; o contingente das chamadas por bairro; a distância média entre o taxista e o cliente e o tempo médio de espera para atendimento; a velocidade, a quilometragem, o tempo de duração e o tíquete médio das corridas.
“Estamos trabalhando com tecnologia de ponta para que o aplicativo seja mais ágil e eficaz, inclusive em horários de pico e locais mais afastados da cidade. Uma das metas é que as informações recebidas otimizem o sistema de transporte, o controle das condições de trânsito e até a zeladoria da cidade pela administração municipal”, explica o secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Daniel Annenberg.

SAIBA MAIS

Como usar o aplicativo?

Primeiramente, baixe o aplicativo “SP Táxi – Passageiro” na Play Store e faça o cadastro. O cadastro e gerenciamento da conta também podem ser realizados através do site https://sptaxi.prefeitura.sp.gov.br/passageiro.
Ao entrar no aplicativo, o sistema irá exibir o endereço da sua localização. Se ele estiver errado, basta tocar para alterar. Já em “Informe o destino para estimar a corrida” você consegue colocar o endereço de destino.

A plataforma irá exibir o tempo que deve levar para chegar ao destino. Toque em “Avançar” e escolha a forma de pagamento. A princípio, são aceitos pagamentos em dinheiro, cartão de crédito e cartão de débito, diretamente com o motorista; em breve será liberado o pagamento através do próprio aplicativo.
Serão exibidos os preços estimados de corrida. Cada motorista pode oferecer descontos de 10%, 20%, 30% e 40% no trajeto, que serão calculados de acordo com o valor final da corrida. Ao escolher se quer tarifa normal ou com desconto e tocar em “Ok”, o aplicativo irá buscar os taxistas mais próximos.

Depois disso, o aplicativo é semelhante aos seus concorrentes. O motorista terá acesso à rota para chegar até o local do passageiro e o resto da corrida também conta com um sistema de mapeamento para traçar a rota.

No final da corrida, o aplicativo calcula o quando deu no taxímetro e se tem um desconto para ser aplicado. Tanto o passageiro, quanto o motorista podem avaliar como foi o serviço.

assessoria

Deixe uma resposta