Aplicativo SP Táxi | + QUALIDADE + SEGURANÇA

Com taxas menores para taxistas e descontos para população, Prefeitura lança aplicativo de corridas

A grande maioria dos paulistanos sabe de minha luta em prol dos taxistas, categoria enormemente prejudicada pela entrada de aplicativos predatórios e (até então) sem regulamentação do poder público em nossa cidade. Diante desse cenário desolador, fui um dos grandes incentivadores da Prefeitura para que fosse criado o aplicativo exclusivo da cidade de São Paulo. Mais segurança, qualidade e conforto para milhares de turistas e cidadãos paulistanos.

Diante desse cenário, em outubro, os prefeitos de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio, Marcelo Crivella (PRB), assinaram um acordo para a implantação e o desenvolvimento de um aplicativo exclusivo para taxistas. O atrativo, segundo a Prefeitura, é que não haverá cobrança de taxa de serviço.

A previsão é que o app esteja em funcionamento na capital paulista em janeiro de 2018. Dentro de 40 dias deve passar a funcionar de forma experimental. Diferentemente da maioria dos aplicativos existentes no mercado, os quais cobram do taxista taxa de até 18% do valor da corrida, o SP Táxi não vai cobrar nenhum percentual sobre as corridas e o motorista ficará com 100% do valor. Essa diferença poderá ser reinvestida em um serviço mais capacitado e qualificado para profissionais do setor.

O aplicativo também permitirá que o taxista trabalhe com faixas de desconto de até 40%, dependendo da demanda de veículos disponíveis na praça e de passageiros. Além do passageiro comum, o aplicativo poderá ser baixado por empresas em caso de contratos corporativos.

A Prefeitura afirma que, assim como os demais programas existentes no mercado de carona, o aplicativo municipal permitirá que o usuário saiba o custo estimado da corrida, veja o cadastro e a foto do motorista, além de escolher a corrida mais atrativa financeiramente, ou seja, com maior desconto.

REGULAMENTAR É PRECISO!

Em julho, apresentei o esboço das regras para aplicativos de transporte

Em julho, o prefeito João Doria publicou a nova resolução que regulamenta aplicativos de transporte na cidade, em uma iniciativa da qual fui grande incentivador e um dos idealizadores. Uma semana antes de a minuta ser oficializada, convoquei a categoria taxista para apresentar um esboço das regras que viriam a ser publicadas pela Prefeitura.

A partir de agora (mais precisamente em janeiro quando o prazo de adequação passar a valer), haverá uma série de exigências profissionais que os motoristas de carros particulares deverão cumprir junto aos órgãos reguladores da administração pública. Afinal, não custa lembrar, para que os brasileiros tenham a opção do direito de escolha, é preciso que o táxi sobreviva. Do contrário, teremos apenas um monopólio controlado por empresas que sequer querem se responsabilizar pelo serviço prestado.

REGULAÇÃO – PRINCIPAIS ASPECTOS QUE SERÃO IMPLANTADOS

* Aspectos levantados que serão implantados na nova regulamentação municipal dos aplicativos de transporte individual de passageiros em janeiro;

– Veículos fiscalizados e vistoriados pelos órgãos responsáveis;

– Motoristas com cadastros regulados e emitidos pela Prefeitura – CONDUAPP;

– Carros identificados, credenciados e autorizados pelo poder público concedente;

– Comprovação da contratação de seguro (inclusive de passageiros) e de DPVAT;

– Operar veículos motorizados com, no máximo, 5 anos de fabricação;

– Serão aceitos somente veículos licenciados no município de São Paulo;

– Regras específicas de vestimenta e higiene dos motoristas e do veículo.

assessoria

Deixe uma resposta