Em Santana, lutamos pela preservação da Braz Leme

Quem passa pela avenida Braz Leme não imagina o fantasma que ronda o local. Vizinhos e até moradores mais distantes que  desfrutam dos espaços para caminhada, ciclismo, ginástica, sem falar  nos  bares, restaurantes  e padarias que atraem muita  para a região não imaginam que vez ou outra   volta a pauta discussão da prefeitura a instalação a inatalação de um corredor de ônibus na avenida que liga a rua Voluntários da Pátria a Ponte da Casa Vede.

Na gestão Kassab chegamos a levar uma comissão de moradores  a um encontro com o então secretário de transportes, Alexandre de Morais, que nos prometeu não levar a proposta adiante.  Na administração Haddad, outro projeto ainda mais complexo  foi proposto, incluindo um novo terminal de ônibus  no espaço entre as ruas Leite de Morais e Darzan. Consequentemente, isso seria mais um passo para a construção do corredor de ônibus na Braz Leme.  Imóveis sujeitods a desapropriação chegaram a ser notificados, mas processo está suspenso.

O vereador Adilson Amadeu não descarta a construção do novo terminal, mas questiona sua localização e o próprio projeto.  Melhorar o transporte público é vital, mas não podemos abrir mão da qualidade de vida da população,  diz o vereador, sem falar nos moradores e comerciantes   instalados  há anos na região e não teriam (ainda que indenizados)  como permanecer na região.

No paperl parece lindo, mas compare com o que aconteceu na Praça da Bandeira, Nove de Julho e Rebouças

No paperl parece lindo, mas compare com o que aconteceu na Praça da Bandeira, Nove de Julho e Rebouças

assessoria

Deixe uma resposta